segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Testemunha.


(André Vilela)

Essa lua

Vai assistir e já assistiu

Vários amores

Do passado e do futuro

Dos meus antecessores e sucessores

E vai assistir

Junto ao um tapete estrelar

O quanto ao meu bem

Eu sei amar

E eu e o meu bem

Vamos observar

A beleza da noite

Feita para nós

Apreciar o silêncio

E guardar lindas historias

Para contarmos

Quando formos avós

O céu será testemunha viva

Desse amor com deriva

Testemunha da nossa

Química atrativa

Testemunha do afeto

Do carinho quieto

De olhos nos olhos

E nenhuma palavra

Pois teus lábios serenos

Aos meus lábios

Dirão tudo o que queremos

Ouvir

12 comentários: